30 de julho de 2014

Edital de convocação de assembleia

Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança, Vigilância, Transportes de Valores e em Serviços Orgânicos de Segurança de Londrina e Região, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Rio de Janeiro, 211 – sala 24, centro,  nesta cidade de Londrina - PR, por seu presidente adiante assinado, Sr. Orlando Luiz de Freitas, brasileiro, casado, vigilante, residente nesta cidade, nos termos do artigo n.º 53 do Estatuto da Entidade e artigo n.º 612 da CLT  convoca os trabalhadores do setor patrimonial das Empresas de Segurança, Vigilância para Assembleia Geral Extraordinária, a realizar-se no dia 23 de agosto de 2014, em Ivaiporã, às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação, no Sindicado dos Emp. do Comércio, Rua Mato Grosso, 635, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Ivaiporã, Pitanga, Manoel Ribas, Jardim Alegre, Faxinal, Grandes Rios, Borrazópolis, Rio Bom, Rosário do Ivaí, Lidianópolis, Santa Maria do Oeste, Nova Tebas, Novo Itacolomi; Assembleia Geral na cidade de Apucarana no dia 06 de setembro, no horário das 9:00 hrs, em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação Centro de Espiritualidade, na catedral de Apucarana, localizada na Praça Rui Barbosa, s/n,   com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Apucarana, Ortigueira, Mauá da Serra, Marilândia do Sul, Califórnia, Pirapó e  Cambira; Assembleia Geral na cidade de Arapongas no dia 27 de setembro, às 09:00 hrs em primeira convocação, e às 09:30 hrs em segunda convocação no Sindicato dos Trabalhadores Rurais,  à Avenida Arapongas, 1410 - centro,  com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Arapongas, Sabaudia,  Jaguapitã,  Rolândia, Pitangueiras; Assembleia Geral na cidade de Wenceslau Braz no dia 25 de outubro, às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação, no Salão Paroquial ao lado da Igreja, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Wenceslau Braz, Arapoti, São José da Boa Vista, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Tomazina,  Siqueira Campos, Quatiguá; Assembleia Geral na cidade de Ibaiti no dia 20 de setembro, às 9:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 horas em segunda convocação, no salão paroquial, localizado à rua Shizuma Iyo, 260 – Vila Santo Antonio, com os trabalhadores das seguintes cidades: Ibaiti, Jaboti, Japira, Conselheiro Mairinck, Figueira, Curiúva e Sapopema; Assembleia na cidade de Santo Antonio da Platina no dia 11 de outubro, às 09:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 horas em segunda convocação, no salão da Churrascaria Jóia, localizado à Rua José Bonifácio, 222 – centro,  com os trabalhadores das seguintes cidades: Santo Antonio da Platina, Abatiá, Jundiaí do Sul, Joaquim Távora, Guapirama, Barra do Jacaré, Ribeirão do Pinhal, e Quatiguá; Assembleia Geral na cidade de Jacarezinho dia 30 de agosto,  às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação,  no Sindicato dos Emp. do Comércio, Coronel Batista, 411, – centro, próximo à prefeitura, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Jacarezinho, Cambará, Carlópolis, , Ribeirão Claro;  Assembleia Geral na cidade de Cornélio Procópio no dia 13 de setembro às 09:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 hrs em segunda convocação, na sede da Associação dos Funcionários da CEF – localizada à BR 369, na Travessa Presidente Kennedy, S/N ,  com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Cornélio Procópio, Santo Antonio do Paraíso, Nova Santa Bárbara, Bandeirantes, Santa Mariana, Nova Fátima, Santa Cecília do Pavão, Nova América da Colina, Uraí, Rancho Alegre, Sertaneja, Leópolis, Santa Amélia, Andirá, Itambaracá, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Moreira e Congoinhas; Assembleia Geral, na cidade de Porecatu no dia 18 de outubro, às 09:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 hrs em segunda convocação, no salão do Centro Social Urbano, localizado à Rua Horácio Pagono, 300 – Jardim São João, com os trabalhadores das seguintes cidades: Porecatu, Alvorada do Sul, Lupionópolis, Bela Vista do Paraíso, Prado Ferreira, Mirasselva, Florestópolis, 1º de Maio, Cafeara, Centenário do Sul, Guaraci, Santo Inácio;  Assembleia Geral na cidade de Londrina no dia 31 de outubro, às 7:00 hrs em primeira convocação e às 7:30 hrs em segunda convocação e 19:30 hrs primeira convocação e 20:00 hrs em segunda convocação, no auditório do Sindicato dos Vigilantes, na Avenida Rio de Janeiro, 211 sala 27, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Londrina,  Cambé, Sertanópolis, Assaí, Jataizinho, Ibiporã e Tamarana,  para discutir e deliberar sobre os seguintes pontos de pauta: a) Discussão e aprovação da Pauta de Reivindicação 2015/2016, a ser negociada com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Paraná, objetivo a celebração da Convenção Coletiva de Trabalho; b) Autorização para a Diretoria da entidade entabular negociação direta com a categoria econômica; c) Autorização para a Diretoria Administrativa da entidade outorgar instrumento de mandato para profissional advogado, uma vez frustrada a negociação direta ou na ocorrência de impasse, mesmo após a mediação, objetivando a interposição de Ação de Dissídio Coletivo; d) E outros assuntos. Londrina, 30 de julho  de 2014.   ORLANDO LUIZ DE FREITAS/Presidente

26 de junho de 2014

O Sindicato dos Vigilantes de Londrina apoia a participação do vigilante Antonio Carlos Gehlen Lisboa da Silva em competições esportivas.

25 de junho de 2014

Se aprovada, emenda ao piso nacional dos vigilantes pode prejudicar salários no Paraná

O deputado Marcelo Crivela fez um Projeto de Lei (PL) que institui o piso nacional para vigilantes, mas na cabeça dele, será de R$ 800,00 a R$ 1100,00. Ele fez isso manipulado por empresários da área de vigilância. Os sindicatos e a Federação foram para cima e conseguiram paralisar o maldito projeto de Lei. Mas, agora, os empresários da área de vigilância formaram uma comissão para novamente discutir o PL e elegeram o deputado Laercio de Oliveira, que é dono de uma empresa de vigilância e, lá atrás, foi um dos deputados que votaram contra a periculosidade de 30% para a categoria. Todos os vigilantes têm que ficar mobilizados para que não haja um retrocesso nos salários. Alguns lembrarão que o salário não pode ser reduzido. É verdade. No entanto, não haverá reajuste até ser igualado ao piso nacional. Reajuste anual somente é garantido para o salário-mínimo. Para os demais, vale a livre negociação. Mostre esta situação para os seus companheiros e abra os olhos deles. Muitos não são filiados ao sindicato e acham que tudo vem de graça. Temos que nos manter mobilizados para garantir melhores salários. Se não nos organizarmos, em vez de melhoras perderemos o que já ganhamos.

Assembleia de Prestação de Contas

O SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE SEGURANÇA, VIGILÂNCIA, TRANSPORTE DE VALORES E EM SERVIÇOS ORGÂNICOS DE SEGURANÇA DE LONDRINA E REGIÃO, por seu presidente infra-assinado, convoca todos os trabalhadores associados para a Assembleia Geral Ordinária a realizar-se no dia 30 de junho de 2014, às 19:00 horas em primeira convocação e às 19:30 horas em segunda convocação, com qualquer número, no auditório do Sindicato à Avenida Rio de Janeiro, 211 – sala 27, no centro de Londrina, Paraná, para discutir a seguinte ordem do dia: 1- Prestação de Contas do exercício de 2013. 2 - Suplementação Orçamentária do exercício 2014. 3- Previsão Orçamentária para o exercício de 2015. 4- Outros assuntos. Londrina, 13 de junho de 2014. Orlando Luiz de Freitas/Presidente

14 de abril de 2014

O Sindicato dos Vigilantes de Londrina volta a emitir CNV

O Sindicato dos Vigilantes de Londrina voltou a emitir a Carteira Nacional de Vigilantes para os associados. Através do novo sistema de emissão, a impressão do documento é feito pelo emitente e não mais pela Polícia Federal. Também não há mais necessidade de envio de xerox de documentos. A entidade se preparou para esta nova fase, comprando impressora laser colorida de última geração, mas o desenho da CNV é frustante. Segue o modelo de uma CNV:


26 de março de 2014

Ações trabalhistas movidas pelo Sindicato

As ações trabalhistas ajuizadas pelo sindicato em face de empresa que tiveram suas atividades encerradas vêm trazendo bons resultados à categoria, conforme resultados abaixo:
1. Os trabalhadores da LYNX na EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, já receberam 90% das verbas a que tinham direito, enquanto os trabalhadores que prestaram serviços no Ministério Público Federal de Jacarezinho tiveram a totalidade de seus direitos pagos.

2. As ações envolvendo os trabalhadores da LYNX, que prestaram serviços no Banco do Brasil, Detran/PR e Regional de Saúde de Ivaiporã, se encontram em Brasília, aguardando julgamento de Recurso de Revista e Recurso Extraordinário.

3. A ação coletiva ajuizada em face da empresa Pedrozo e Banco do Brasil aguarda julgamento de Recurso de Revista em Brasília;

4. Na ação ajuizada em face do Grupo Alerta X Correios os trabalhadores também já receberam as verbas rescisórias, multa do FGTS e multa do artigo 477, da CLT. As verbas que faltam receber estão em negociação para pagamento através de possível acordo com o Correios.

5. Estão em andamento as ações em face do Grupo Alerta X SERCOMTEL, com recebimento do valor arrestado e aguarda a realização de audiência.

6. Foram ajuizadas duas ações em face do Grupo Alerta e Banco do Brasil, uma para recebimento das verbas rescisórias, multa de 40% do FGTS e outras multas e se encontra aguardando a realização de audiência, enquanto na outra, para recebimento da multa de 40% do FGTS e outras multas já foi proferida a sentença de primeiro grau, com a condenação da Alerta e Banco do Brasil. O Banco do Brasil já recorreu.

7. É bom não esquecer que enfrentamos difícil batalha judicial para a responsabilidade do tomador de serviço, pois, hoje temos visto que o juiz de primeiro grau condena o tomador de serviço, mas em segundo grau, no nosso caso Curitiba, as Turmas julgadoras se dividem e algumas acabam afastando a responsabilidade do tomador, o que nos obriga o recurso para o Tribunal Superior do Trabalho, onde as Turmas também se dividem quanto ao entendimento da responsabilidade subsidiária, resultando na interposição de recurso extraordinário ao Supremo Tribunal Federal.

Qualquer dúvida entre em contato com a assessoria jurídica do Sindicato, através do telefone 3025-5760.









Fiscalize o seu FGTS

Mais uma vez o Sindicato está orientando você. Fiscalize o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Peça o extrato. Se tiver algum atraso, denuncie ao seu sindicato para que o mesmo possa fazer denúncia ao Ministério Público do Trabalho. Você sabe que, quando a empresa fecha, dá o calote em todos os trabalhadores. É nessa hora que você vai sentir o prejuízo. Portanto, fique atento. Cuide do que é seu antes que os larápios levem. Você é um vigilante e vive a vida toda cuidando do patrimônio dos outros. Então não se esqueça de cuidar do seu.
Caixa Econômica Federal lançou uma ferramenta para gerar e visualizar extratos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) dos últimos 25 anos pela internet. A nova ferramenta, diz a Caixa, permite consultar o extrato dos lançamentos dos últimos 25 anos, ocorridos após a centralização das contas do FGTS na CEF, ou seja, desde início dos anos 1990. Antes, o trabalhador podia obter, pela internet, apenas os últimos seis registros. Além do “extrato completo”, o trabalhador encontrará os serviços como atualização de endereço, extrato por e-mail e serviços no celular.O serviço eletrônico “Extrato Completo” já está disponível nos endereços: www.caixa.gov.br ewww.fgts.gov.br. A Caixa diz que o trabalhador deverá cadastrar senha para acessos às informações, informando o PIS e aceitando o “Termo de Cadastramento”. Também há necessidade da senha do Cartão Cidadão para se gerar a senha da internet.