29 de agosto de 2014

Pagamento de combustível é somente para filiados da base convocada

Obedecendo decisão do sistema administrativo, ficou acordado que somente poderemos pagar despesas de locomoção para participar das assembleias conforme convocação feita no edital e no informativo da entidade.
Observe bem se a cidade que você reside não constar na base de convocação da assembleia, os valores gastos na locomoção não serão reembolsados. Nenhum vigilante está proibido de ir a qualquer assembleia, mas o custo de deslocamento é pessoal. Companheiro, preste bem atenção nas determinações para depois não questionar a diretoria. Vale ressaltar, reembolso de locomoção é somente para os filiados e dentro da base de convocação da assembleia. Os recursos que mantém o sindicato são pagos pelos associados e não é justo retirar deles para os não sócios.

Assembleia aprovação da pauta 2015/2016 em Jacarezinho

Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança, Vigilância, Transportes de Valores e em Serviços Orgânicos de Segurança de Londrina e Região, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Rio de Janeiro, 211 – sala 24, centro,  nesta cidade de Londrina - PR, por seu presidente adiante assinado, Sr. Orlando Luiz de Freitas, brasileiro, casado, vigilante, residente nesta cidade, nos termos do artigo n.º 53 do Estatuto da Entidade e artigo n.º 612 da CLT  convoca os trabalhadores do setor patrimonial das Empresas de Segurança, Vigilância para Assembleia Geral Extraordinária, a realizar-se na cidade de Jacarezinho dia 30 de agosto,  às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação,  no Sindicato dos Emp. do Comércio, Coronel Batista, 411, – centro, próximo à prefeitura, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Jacarezinho, Cambará, Carlópolis, , Ribeirão Claro; para discutir e deliberar sobre os seguintes pontos de pauta: a) Discussão e aprovação da Pauta de Reivindicação 2015/2016, a ser negociada com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Paraná, objetivo a celebração da Convenção Coletiva de Trabalho; b) Autorização para a Diretoria da entidade entabular negociação direta com a categoria econômica; c) Autorização para a Diretoria Administrativa da entidade outorgar instrumento de mandato para profissional advogado, uma vez frustrada a negociação direta ou na ocorrência de impasse, mesmo após a mediação, objetivando a interposição de Ação de Dissídio Coletivo; d) E outros assuntos. Londrina, 05 de agosto de 2014.   ORLANDO LUIZ DE FREITAS/Presidente

26 de agosto de 2014

Assembleia de Aprovação da Pauta 2015/2016 em Jacarezinho

Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança, Vigilância, Transportes de Valores e em Serviços Orgânicos de Segurança de Londrina e Região, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Rio de Janeiro, 211 – sala 24, centro,  nesta cidade de Londrina - PR, por seu presidente adiante assinado, Sr. Orlando Luiz de Freitas, brasileiro, casado, vigilante, residente nesta cidade, nos termos do artigo n.º 53 do Estatuto da Entidade e artigo n.º 612 da CLT  convoca os trabalhadores do setor patrimonial das Empresas de Segurança, Vigilância para Assembleia Geral Extraordinária, a realizar-se na cidade de Jacarezinho dia 30 de agosto,  às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação,  no Sindicato dos Emp. do Comércio, Coronel Batista, 411, – centro, próximo à prefeitura, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Jacarezinho, Cambará, Carlópolis, , Ribeirão Claro; para discutir e deliberar sobre os seguintes pontos de pauta: a) Discussão e aprovação da Pauta de Reivindicação 2015/2016, a ser negociada com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Paraná, objetivo a celebração da Convenção Coletiva de Trabalho; b) Autorização para a Diretoria da entidade entabular negociação direta com a categoria econômica; c) Autorização para a Diretoria Administrativa da entidade outorgar instrumento de mandato para profissional advogado, uma vez frustrada a negociação direta ou na ocorrência de impasse, mesmo após a mediação, objetivando a interposição de Ação de Dissídio Coletivo; d) E outros assuntos. Londrina, 05 de agosto de 2014.   ORLANDO LUIZ DE FREITAS/Presidente

Fotos da assembleia de aprovação da pauta 2015/2016 em Ivaiporã




30 de julho de 2014

Edital de convocação de assembleia

Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança, Vigilância, Transportes de Valores e em Serviços Orgânicos de Segurança de Londrina e Região, pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Rio de Janeiro, 211 – sala 24, centro,  nesta cidade de Londrina - PR, por seu presidente adiante assinado, Sr. Orlando Luiz de Freitas, brasileiro, casado, vigilante, residente nesta cidade, nos termos do artigo n.º 53 do Estatuto da Entidade e artigo n.º 612 da CLT  convoca os trabalhadores do setor patrimonial das Empresas de Segurança, Vigilância para Assembleia Geral Extraordinária, a realizar-se no dia 23 de agosto de 2014, em Ivaiporã, às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação, no Sindicado dos Emp. do Comércio, Rua Mato Grosso, 635, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Ivaiporã, Pitanga, Manoel Ribas, Jardim Alegre, Faxinal, Grandes Rios, Borrazópolis, Rio Bom, Rosário do Ivaí, Lidianópolis, Santa Maria do Oeste, Nova Tebas, Novo Itacolomi; Assembleia Geral na cidade de Apucarana no dia 06 de setembro, no horário das 9:00 hrs, em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação Centro de Espiritualidade, na catedral de Apucarana, localizada na Praça Rui Barbosa, s/n,   com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Apucarana, Ortigueira, Mauá da Serra, Marilândia do Sul, Califórnia, Pirapó e  Cambira; Assembleia Geral na cidade de Arapongas no dia 27 de setembro, às 09:00 hrs em primeira convocação, e às 09:30 hrs em segunda convocação no Sindicato dos Trabalhadores Rurais,  à Avenida Arapongas, 1410 - centro,  com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Arapongas, Sabaudia,  Jaguapitã,  Rolândia, Pitangueiras; Assembleia Geral na cidade de Wenceslau Braz no dia 25 de outubro, às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação, no Salão Paroquial ao lado da Igreja, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Wenceslau Braz, Arapoti, São José da Boa Vista, Salto do Itararé, Santana do Itararé, Tomazina,  Siqueira Campos, Quatiguá; Assembleia Geral na cidade de Ibaiti no dia 20 de setembro, às 9:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 horas em segunda convocação, no salão paroquial, localizado à rua Shizuma Iyo, 260 – Vila Santo Antonio, com os trabalhadores das seguintes cidades: Ibaiti, Jaboti, Japira, Conselheiro Mairinck, Figueira, Curiúva e Sapopema; Assembleia na cidade de Santo Antonio da Platina no dia 11 de outubro, às 09:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 horas em segunda convocação, no salão da Churrascaria Jóia, localizado à Rua José Bonifácio, 222 – centro,  com os trabalhadores das seguintes cidades: Santo Antonio da Platina, Abatiá, Jundiaí do Sul, Joaquim Távora, Guapirama, Barra do Jacaré, Ribeirão do Pinhal, e Quatiguá; Assembleia Geral na cidade de Jacarezinho dia 30 de agosto,  às 9:00 hrs em primeira convocação e às 9:30 hrs em segunda convocação,  no Sindicato dos Emp. do Comércio, Coronel Batista, 411, – centro, próximo à prefeitura, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Jacarezinho, Cambará, Carlópolis, , Ribeirão Claro;  Assembleia Geral na cidade de Cornélio Procópio no dia 13 de setembro às 09:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 hrs em segunda convocação, na sede da Associação dos Funcionários da CEF – localizada à BR 369, na Travessa Presidente Kennedy, S/N ,  com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Cornélio Procópio, Santo Antonio do Paraíso, Nova Santa Bárbara, Bandeirantes, Santa Mariana, Nova Fátima, Santa Cecília do Pavão, Nova América da Colina, Uraí, Rancho Alegre, Sertaneja, Leópolis, Santa Amélia, Andirá, Itambaracá, São Jerônimo da Serra, São Sebastião da Moreira e Congoinhas; Assembleia Geral, na cidade de Porecatu no dia 18 de outubro, às 09:00 hrs em primeira convocação e às 09:30 hrs em segunda convocação, no salão do Centro Social Urbano, localizado à Rua Horácio Pagono, 300 – Jardim São João, com os trabalhadores das seguintes cidades: Porecatu, Alvorada do Sul, Lupionópolis, Bela Vista do Paraíso, Prado Ferreira, Mirasselva, Florestópolis, 1º de Maio, Cafeara, Centenário do Sul, Guaraci, Santo Inácio;  Assembleia Geral na cidade de Londrina no dia 31 de outubro, às 7:00 hrs em primeira convocação e às 7:30 hrs em segunda convocação e 19:30 hrs primeira convocação e 20:00 hrs em segunda convocação, no auditório do Sindicato dos Vigilantes, na Avenida Rio de Janeiro, 211 sala 27, com a participação dos trabalhadores das seguintes cidades: Londrina,  Cambé, Sertanópolis, Assaí, Jataizinho, Ibiporã e Tamarana,  para discutir e deliberar sobre os seguintes pontos de pauta: a) Discussão e aprovação da Pauta de Reivindicação 2015/2016, a ser negociada com o Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado do Paraná, objetivo a celebração da Convenção Coletiva de Trabalho; b) Autorização para a Diretoria da entidade entabular negociação direta com a categoria econômica; c) Autorização para a Diretoria Administrativa da entidade outorgar instrumento de mandato para profissional advogado, uma vez frustrada a negociação direta ou na ocorrência de impasse, mesmo após a mediação, objetivando a interposição de Ação de Dissídio Coletivo; d) E outros assuntos. Londrina, 30 de julho  de 2014.   ORLANDO LUIZ DE FREITAS/Presidente

26 de junho de 2014

O Sindicato dos Vigilantes de Londrina apoia a participação do vigilante Antonio Carlos Gehlen Lisboa da Silva em competições esportivas.

25 de junho de 2014

Se aprovada, emenda ao piso nacional dos vigilantes pode prejudicar salários no Paraná

O deputado Marcelo Crivela fez um Projeto de Lei (PL) que institui o piso nacional para vigilantes, mas na cabeça dele, será de R$ 800,00 a R$ 1100,00. Ele fez isso manipulado por empresários da área de vigilância. Os sindicatos e a Federação foram para cima e conseguiram paralisar o maldito projeto de Lei. Mas, agora, os empresários da área de vigilância formaram uma comissão para novamente discutir o PL e elegeram o deputado Laercio de Oliveira, que é dono de uma empresa de vigilância e, lá atrás, foi um dos deputados que votaram contra a periculosidade de 30% para a categoria. Todos os vigilantes têm que ficar mobilizados para que não haja um retrocesso nos salários. Alguns lembrarão que o salário não pode ser reduzido. É verdade. No entanto, não haverá reajuste até ser igualado ao piso nacional. Reajuste anual somente é garantido para o salário-mínimo. Para os demais, vale a livre negociação. Mostre esta situação para os seus companheiros e abra os olhos deles. Muitos não são filiados ao sindicato e acham que tudo vem de graça. Temos que nos manter mobilizados para garantir melhores salários. Se não nos organizarmos, em vez de melhoras perderemos o que já ganhamos.